Antilhas Holandesas

Situadas nas Caraíbas, sob o domínio dos Países Baixos até 2010, as então denominadas Antilhas Holandesas, encontravam-se geograficamente divididas em dois grupos: as ilhas do norte - St. Maarten, Santo Eustáquio, Saba e, as ilhas do sul, na costa da Venezuela - Curaçao e Bonaire. Atualmente, St. Maarten e Curaçao são dois dos territórios constituintes do Reino dos Países Baixos, sendo as restantes três ilhas consideradas municípios dos Países Baixos. Estas ilhas são sobretudo famosas pelas suas belas e paradisíacas praias, a par do seu rico património arquitetónico. Os numerosos fortes e os bonitos edifícios de estilo colonial que se podem encontrar em todas as ilhas, são o seu mais valioso legado histórico.

Com uma atmosfera cosmopolita, a ilha de São Martinho está dividida, como no passado, em duas partes: a francesa Saint-Martin e a holandesa St. Maarten, cuja capital Philipsburg, porto franco, famosa pela sua intensa actividade comercial, é uma das mais importantes cidades da ilha. A grande oferta de hotéis, restaurantes e bares complementam a beleza das praias, autênticos paraísos em torno da ilha - Cupe Coy, Mullet Bay, Great Bay, Guana Bay ou Dawn Beach, são exemplo disso. A ilha de Santo Eustáquio tem como capital Oranjestad, uma cidade portuária onde se pode visitar o forte Orange, as ruínas de uma antiga igreja, uma sinagoga e um cemitério. Para além das praias, existe um vulcão ativo no Monte Mazinga com a cratera de Quill, uma das principais atracções da ilha. Ao visitarmos a minúscula ilha de Saba, encontramos na sua capital The Bottom, diversos edifícios de traça colonial construídos em madeira. A beleza natural da ilha é propícia à prática de desportos náuticos, entre eles, o mergulho. As poucas praias aqui existentes são bonitas e tranquilas. O único aeroporto que serve a ilha, com uma pista de 400m, próximo a um precipício rochoso, é considerado um dos mais perigosos do mundo. 

Curaçao, a maior ilha do arquipélago ABC, tem como capital Willemstad, cuja área histórica é considerada Património Mundial da UNESCO. Com muitas zonas características, nesta cidade são evidentes as marcas da cultura holandesa, espanhola e portuguesa, tais como o Prédio Penha, o Palácio do Governador, a Sinagoga e os diversos Fortes. Outra das atracções turísticas da ilha são as suas praias deslumbrantes de águas turquesa e de areia fina - Blue Bay, Santa Cruz, Cas Abao, Jeremi, Kalki, Porto Mari, são apenas alguns exemplos. Aqui também se podem visitar as Landhuizen - antigas casas de campo que no passado acolheram colonos, armazéns e senzalas para escravos. Uma ilha tranquila e de rara beleza, Bonaire distingue-se pelas suas salinas e lagos salgados. O mais conhecido e visitado é o lago Goto, que serve de casa a 20 mil flamingos. Eden, Kontiki, Cai, Slagbaai são algumas das mais famosas praias, onde o turismo subaquático é a atividade central. A capital Kralendijk e as cidades de Artriol, Belnem ou Hato também merecem uma visita.

Gentes hospitaleiras, edifícios coloridos e o azul do mar das Caraíbas são a imagem de marca destas ilhas, onde as festividades são parte integrante do quotidiano dos seus habitantes.

QRCode: Antilhas Holandesas



Área: 800 km²

População: 175.653

Capital: Willemsatd (125.000)

Per capita (US$): 16.000

Língua: Inglês, Neerlandês, Papiamento

Religião: Cristianismo