Irão

Tehran

Localizado entre o Médio Oriente e a Ásia Central, a República Islâmica do Irão faz fronteira com a Arménia, Azerbaijão, Turquia, Iraque, Turquemenistão, Afeganistão e Paquistão. A norte é banhado pelo mar Cáspio e a sul pelos golfos de Omã e Pérsico. A população é predominantemente muçulmana (xiita). A língua oficial é o persa (ou farsi). Este país é rico em história e sabedoria. Ponto de contacto entre Ocidente e Oriente, foi berço de civilizações e impérios, rota do grande comércio e de grandes viajantes. Herdeira de uma cultura milenar, a nação é regida, desde 1979, por um rigoroso código de conduta - a Sharia (lei religiosa), que não obsta a que o povo receba o visitante de forma calorosa.

A história do Irão pode ser conhecida nos elementos muito variados do passado. São diversos os locais que a Unesco classifica como Património Mundial no Irão. Os conjuntos Monásticos Arménios são um desses locais. São um conjunto de três monumentos: o mosteiro de São Tadeu, a catedral de São Stepanous e a capela Dzordzor, os três com marcas claras da arquitetura arménia. Outro local de destaque é Bam e a sua paisagem cultural. A cidade abrigou a Rota da Seda e foi reconstruída depois de um terramoto ter destruído parte da fortaleza da cidade. Bisotun, o local onde se podem ler em três línguas diferentes a Declaração de Dario I da Pérsia, também são Património Mundial. O mesmo estatuto foi atribuído à Praça Meidan Emam, em Isfahan, uma das maiores e mais belas praças do mundo e onde se encontram importantes edifícios como a mesquita Shah, a mesquita Sheikh Loft Allah, o grande bazar ou o palácio. Na lista dos locais imperdíveis no Irão está a cidade de Persépolis, a antiga capital Persa. Grandiosas ruínas podem ser observadas no local, um dos mais admiráveis sítios arquitectónicos da região. Soltaniyeh tem imensos mosaicos e murais famosos e como expoente máximo o mausoléu de Oljaytu, cuja cúpula é muito famosa. De visitar também é o complexo do Mercado de Tabriz, um antigo centro comercial da estrada da seda.

De volta aos sítios arqueológicos, destacamos Takht-e Suleyman, um santuário reconstruído do período mongol. A antiga cidade do reino Elamita, rodeada de muralhas concêntricas, Tchogha Zanbil também merece destaque, num país também rico em espaços verdes e jardins inesquecíveis. Os 9 jardins Persas, conhecidos também como jardins do Éden, em que se combinam os 4 elementos (água, terra, fogo e ar) também são Património da Unesco, assim como o sistema hidráulico histórico de Shustar, um conjunto de estruturas que levavam a água até às povoações. Neste país onde há nada mais nada menos que 132 feriados. A capital, Teerão, a menos oriental das cidades, é conhecida como cidade dos 72 povos e tem como atrações principais a torre Azadi, o trono do Pavão, a torre de Milad e um vasto conjunto de palácios, de museus, espaços culturais e mercados, onde os tapetes são a mercadoria em destaque. Na elegante Isfahan, além da praça principal, podemos destacar os palácios, mais mesquitas e a catedral Vank, além das muitas pontes sobre o rio Zayandeh. Como exemplo de uma bela cidade-oásis podemos destacar Yazd. Em Shiraz, capital da poesia persa, podem admirar-se os belos jardins. Também jardins quádruplos podem ser apreciados na bela cidade de Pasárgada, outros dos pontos de paragem obrigatório. 

Não é apenas por razões de geopolítica e de atualidade que somos tentados a olhar para o Irão. Herdeiro de 2500 anos de História, o Irão, a antiga Pérsia é uma nação ciosa da sua grandeza e importância. Vale a pena uma viagem pela moderna Teerão, pela elegante Isfahan, pela romântica Yazd, pela artística Shiraz e pela imperial Persépolis, para descobrir o outro lado do país não conhecido.

Irão

  • Irão (IRN)
  • Capital: Teerão
  • Região: Asia (Southern Asia)
  • Fuso Horário: +03:30
  • Denominação: Iranian
  • Area: 1,648,195 km2
  • Fronteira com:
    AFG, ARM, AZE, IRQ, PAK, TUR, TKM
  • População: 79,369,900
  • Lingua: Persian (Farsi)
  • Moeda: Iranian rial
  • Internet: .ir
  • Telefone: +98

Videos