Moçambique

Maputo

Moçambique, estado-membro da Commonwealth, é um país rico em belezas naturais, guardando ainda marcas significativas do seu passado histórico. Independente de Portugal desde 1975, este país da África Austral, banhado ao longo da sua costa pelo oceano Índico, é constituído por 11 províncias bastante heterogéneas. Grandes planaltos a norte, maciços montanhosos no Interior e savana a sul.

A capital, Maputo, é a cidade que maior curiosidade desperta. Localizada na margem da Baía de Maputo, a antiga Lourenço Marques, assim denominada durante o domínio português, tem um conjunto de edifícios dignos de uma visita. A Estação do Caminhos de Ferro, considerada a sétima mais bonita do mundo, a Fortaleza, o Jardim Tunduru, a Igreja Polana ou o Palácio da Ponta Vermelha. Matola e Beira são as segunda e terceira maiores cidades do país, respectivamente.Também com um património arquitetónico e histórico riquíssimos, está a Ilha de Moçambique, considerada Património da Unesco. Com 3 kms de comprimento, a cidade insular, primeira capital  de Moçambique, serviu como escala de navegação à frota portuguesa que seguia para a Índia. O Palácio dos Capitais-Generais, a Capela de Nossa Senhora do Baluarte, a Fortaleza de São Sebastião ou a Igreja de Santo António são apenas exemplos de locais imperdíveis neste destino. A ilha está dividida em duas partes: a dos principais edifícios, e a das construções mais precárias. Cerca de 50 pequenas ilhas de corais constituem as Quirimbas, localizadas ao longo de Cabo Delgado. Além das belas praias cercadas de corais, possuem parques naturais de uma riqueza ímpar. Também a fauna e a flora das Montanhas Vumba merecem uma passagem. Diferentes mas igualmente importantes são os sítios arqueológicos de Manikeni e Chibuene, considerados verdadeiros museus ao ar livre.

As praias são muitas, variadas e todas belíssimas. Pemba, Fernão Veloso, Bazaruto, Xai-Xai, Ponta de Ouro, Ponta de Malongane são exemplos das estâncias mais visitadas e que melhores condições oferecem, nomeadamente para a prática do mergulho, da pesca submarina ou da pesca desportiva, atividades importantes no país. Além da biodiversidade aquática, encontramos muitas reservas e parques naturais onde se podem observar imensas espécies no seu habitat natural. O Parque Nacional de Gorongosa, na província de Sofala, é um dos mais conhecidos. As reservas naturais de Gilé e Niassa também integram uma fauna e flora que merecem uma visita, assim como a de Bazaruto, com aves exóticas, recifes de coral e várias espécies marinhas, como os golfinhos ou as tartarugas.

Praias, por um lado, e fauna e flora, por outro, são estes os principais atrativos de Moçambique. Se aliarmos a riqueza da biodiversidade, da culinária, a contagiante alegria e hospitalidade, às belas praias, não faltarão motivos para visitar e conhecer este pais do Índico.

Moçambique
  • Moçambique (MOZ)
  • Capital: Maputo
  • Região: Africa (Eastern Africa)
  • Fuso Horário: +02:00
  • Denominação: Mozambican
  • Area: 801 590 km2
  • Fronteira com:
    MWI, ZAF, SWZ, TZA, ZMB, ZWE
  • População: 26 423 700
  • Lingua: Portuguese
  • Moeda: Mozambican metical
  • Internet: .mz
  • Telefone: +258