Antártica

Um continente de superlativos, dos ambientes do mundo menos tocado pela atividade humana, imenso, majestoso, implacável, o mais frio, ventoso, seco, um vasto deserto polar. Aqui, a vastidão das paisagens brancas é emoldurada por rochas enormes e icebergs que nos olham enquanto navegamos silenciosamente por algumas das vias mais bonitas do mundo. A fauna da Antártica é ímpar em termos de escala e de número - baleias, orcas, leões-marinhos e pinguins, convivem neste habitat único. É a verdadeira natureza no seu estado bruto. 

Embora o litoral do continente tenha uma fauna imensa e muito rica, já no que toca à flora, as difíceis condições climatéricas constrangem o crescimento de quase todas as espécies de plantas. Todo o interior do continente é completamente estéril, um imenso deserto só pedra e água em estado sólido formando imensos glaciares que são constantemente varridos por ventos muito agressivos, particularmente na grande noite invernal. No verão as temperaturas nunca sobem a mais de menos 10 graus. Com 14 milhões de km², tão extenso como a Europa Ocidental ou como a América do Sul, este imenso paraíso branco está dividido em três partes: a península Antártica, e a Antártica Oriental e a Ocidental, estas duas últimas divididas pelos Montes Transantárticos. Embora, inicialmente, partes do continente tenham sido reivindicadas por alguns estados, hoje a Antártica está aberta apenas à investigação científica, conforme ratificado no Tratado da Antártica. Entre cientistas e pessoal de apoio, vivem aqui cerca de 1000 habitantes no Inverno e 4000 durante o Verão, nomeadamente no Polo Sul. Na Antártica podemos destacar os mares que a rodeiam, assumindo cores incríveis e dando novas tonalidades às enormes massas de gelo, o Maciço Vinson, (4892 m), ponto mais alto do continente, o glaciar Byrd ou os vulcões da Ilha Deceção ou do Monte Erebus, os únicos que continuam ativos. Contrariamente ao Polo Norte que fica à cota zero, o Polo Sul fica a 2800 m de altitude, o que faz com que as condições climatéricas sejam muito mais agressivas. As Ilhas da Geórgia do Sul são um dos territórios insulares do Continente com pouco mais de mil habitantes. Apesar do clima muito austero, possui uma rara beleza natural, proporcionada pela visão dos grandes monumentos de gelo e pela grande diversidade da sua fauna em estado selvagem, em particular, animais marinhos e aves. É neste imenso território que ocorre um dos fenómenos óticos mais espetaculares - a aurora austral, uma espécie de cortina estendida no céu que se movimenta suavemente, com um brilho difuso e colorido. 

Uma ida à Antártica não é uma viagem, mas antes uma expedição. É uma experiência inesquecível onde tudo é imprevisível: o clima muda sem aviso, o mar é agitado, as condições são as mais inesperadas, razão pela qual apenas se pode viajar durante poucas semanas no Verão. Atualmente existem algumas empresas responsáveis pelas ligações com este Continente. A empresa americana ALE (antarctic logistics & expeditions), tem ligações aéreas a partir de Punta Arenas (Chile), até ao seu campo base no Union Glaciar. Também para o interior do Continente Antártico existe uma empresa de jatos privados, a White Desert voando a partir da Cidade do Cabo (África do Sul). Também são organizados cruzeiros e passeios com destino à Península Antártica e às ilhas da Geórgia do Sul, desde Punta Arenas, Ushuaia (Argentina), Hobart (Austrália) e Invercargill (Nova Zelândia). 

Por tudo isto, enfrentar o pedaço mais inexplorado, mais branco e, talvez, o mais deslumbrante do planeta, poderá ser algo temerário e desafiante, mas sem qualquer dúvida, será um encantamento.

Ver foto

Antártica
  • Antártica (ATA)
  • Fuso Horário: -03:00, +03:00, +05:00, +06:00, +07:00, +08:00, +10:00, +12:00
  • Area: 14 000 000 km2
  • População: 1 000
  • Lingua: English, Russian
  • Internet: .aq