Polinésia Francesa

Papeetē

A Polinésia Francesa é um território dependente da França, com o estatuto de Coletividade Ultramarina - COM. Localizada no Oceano Pacífico, na Polinésia, a Leste da Austrália. Os territórios mais próximos são Kiribati, a Noroeste, a colónia britânica de Pitcairn, a Leste, e as Ilhas Cook, a Oeste. Embora a sua área terrestre seja de apenas 4187 km2, espalhadas por aproximadamente 2,5 milhões de km2 de oceano, é um dos mais vastos territórios do Pacífico

Num total de 118 ilhas e atóis, das quais só 67 são habitadas, o território está dividido em cinco arquipélagos: Marquesas, Tuamotu, Gambier, Austrais e Sociedade. Entre as paisagens paradisíacas da Polinésia Francesa, destacam-se algumas ilhas: Taiti, no Arquipélago da Sociedade é considerada o coração da Polinésia Francesa, tem o aeroporto internacional e o principal porto. É nesta ilha que se situa a capital, Papeete, uma cidade muito movimentada, onde não faltam restaurantes sofisticados, museus, lojas de luxo, resorts, e uma vida noturna agitada. Aqui estão concentrados a maioria dos serviços públicos. A não perder uma visita aos bonitos e cuidados jardins, ao colorido mercado, ao famoso artesanato e a intensa vida cultural. De Paea até Papeno’o, o Taiti apresenta lindos cenários, atividades variadas e revela aos turistas uma impressionante e surpreendente quantidade de lugares arqueológicos. O interior montanhoso contrasta com os belos vales, riachos e cascatas. Teahupo'o, na parte mais selvagem da ilha, ocorre uma das etapas do campeonato mundial de surfe. Raiatea, situada a 195 km do Taiti, é também uma das ilhas do Arquipélago da Sociedade e é considerada uma ilha mística e o berço da civilização Polinésia. Serviu de porta de entrada para navegadores europeus, como o capitão inglês James Cook. Raiatea também se destaca por ter o único rio navegável da Polinésia e ainda por possuir alguns lugares arqueológicos, antigos templos sagrados: o Tainuu Marae, formado por um mural de pedras gigantes, onde à cerca de 500 anos se realizavam cerimónias religiosas. Ao lado do local foi construída uma igreja. O majestoso Taputapuātea, declarado Património da UNESCO em 2017,  localizado a beira mar e composto por pavimentos com pedras que foram organizadas pelos antigos polinésios há mil anos. Aqui ocorriam celebrações religiosas, sociais e políticas. Taha'a, situada na mesma lagoa que Raiatea, está cercada de pequenas ilhotas. Uma das atrações principais da ilha são as plantações de baunilha e as fazendas marinhas de pérolas negras. Também neste arquipélago encontramos Bora Bora, uma ilha vulcânica de 34 km2 no meio de uma exuberante lagoa formada por um extenso recife. A paisagem é simplesmente deslumbrante: tons de azul do mar e do céu mudam ao longo do dia, enquanto o verde se destaca, o imponente Monte Otemanu, cuja forma lembra um castelo de pedra, é o responsável por emoldurar a paisagem e transformá-la num dos ícones mais marcantes das ilhas do Pacífico Sul. Considerada a Jóia da coroa da Polonésia Francesa, Bora Bora concentra inúmeros e luxuosos resorts e bungalows na água, possuindo todas as condições e infraestruturas de sonho. A sua capital é Vaitapé.

Rangiroa, no Arquipélago de Tuamotu e com acesso apenas possível por avião, é um dos maiores atóis do mundo. Com 1600 km2, possui centenas de pequenas ilhas. Considerado um paraíso para os amantes do mergulho, é o habitat natural de diversas espécies de peixes de todas as cores e até de tubarões. A não perder é o passeio até a Lagoa Azul. De águas calmas, praias de areia branca é um destino tranquilo. Pertencente ao arquipélago das Marquesas, Nuku Hiva, cujo isolamento geográfico da ilha permitiu o desenvolvimento de uma biodiversidade intensa. Emoldurada por falésias iminentes, as costas são uma mistura de praias de areia preta e paraísos em forma de baías. Entre a exuberante floresta tropical, onde se encontram milhares de vestígios pré-europeus, descobrem-se cavalos selvagens, cabras e javalis. A natureza é bruta e seu charme ainda mais intenso. Do Vale Taipivai para a baía Hatiheu, de Anaho até à cascata Vaipō (a mais alta cascata da Polinésia), o visitante é convidado a admirar as maravilhas culturais e naturais. Diz-se que os marquesanos estão entre os melhores artesãos de toda a Polinésia Francesa: grandes e belas esculturas, belas tatuagens, peças surpreendentes de joalheria: todos testemunhas do talento cultural renovado dessas pessoas. 

Sem dúvida, a Polinésia Francesa é um lugar muito especial. É impossível não se apaixonar pelas lindíssimas praias de águas azul turquesa e areia branca, pelas lagoas rodeadas de corais, montanhas, cascatas, pelos bangalôs sobre a água, pelos ótimos pontos de mergulho ou pelo clima de paraíso tropical. Por aqui é fácil aprender a palavra: mauru’uru, obrigada.!

Ver foto

Polinésia Francesa
  • Polinésia Francesa (PYF)
  • Capital: Papeete
  • Região: Oceania (Polynesia)
  • Fuso Horário: -10:00, -09:30, -09:00
  • Denominação: French Polynesian
  • Area: 4 167 km2
  • População: 271 800
  • Lingua: French
  • Moeda: CFP franc
  • Internet: .pf
  • Telefone: +689