Transnístria

Tiraspol

Embora se tenha proclamado independente da Moldávia em 1990, a Transnístria não foi, até hoje, reconhecida por nenhum estado soberano, nem mesmo pela Rússia, que se têm mantido ao lado da nação separatista. A luta pela autonomia da República Moldava Pridnestróvia (como é apelidada pelos nativos), outrora violenta, é hoje um “conflito congelado”.

Com 10 cidades e vilas, a Transnístria tem em Tiraspol, a segunda maior cidade da Moldávia, a capital. A moderna cidade, nas margens do rio Dniester, tem como atrativos principais o Parque Vitória, a Estátua ao fundador Alexander Suvorov, o Monumento Mig-19, o Monumento Chama Eterna, o Parlamento, a Estátua de Lenine, a Casa dos Soviéticos, o Teatro Nacional, o Monumento à Vitória Soviética e ainda o Túmulo do Soldado Desconhecido. A Igreja Ortodoxa de Shevchenko, a Igreja da Natividade, a Igreja da Apresentação de Jesus são mais alguns monumentos em destaque numa cidade onde abundam os imponentes edifícios da era soviética.

Próximo de Tiraspol situa-se um dos locais com maior interesse deste “país que não existe”, a Fortaleza Bendery. Construída há mais de 600 anos pelos Otomanos, a fortaleza tem uma vista magnífica sobre o Dniester e a capital Tiraspol. Integra um museu com inúmeros elementos bélicos. A história da região pode ainda ser documentada noutros museus de Bender, nomeadamente o Museu da Luta Revolucionária dos Trabalhadores da Ferrovia, o Museu da Tradição Local ou o Museu Memorial da Tragédia de Bendery.

A Ponte Kitstany e o Memorial da Glória, o Mosteiro Tipova, o Complexo Arqueológico Orchei, a Fortaleza Soroca, o Monumento Vela de Gratidão são mais alguns locais de interesse neste território. Uma visita à Transnístria deve integrar ainda uma visita ao Mosteiro ortodoxo Noul Neamt, um complexo com quatro belas igrejas e onde se pode ver os monges a cultivar os próprios alimentos e a produzir vinho. Num roteiro pela autoproclamada república não pode ainda faltar uma passagem pelas famosas destilarias do país. A Kvint e a Cricova são apenas alguns exemplos.  

Ainda que tendo governo próprio, um presidente eleito, um parlamento, uma capital, uma moeda própria, forças policiais, forças armadas, sistema de correios, controlo de fronteiras, aliados externos e um passaporte, a Transnístria ainda não viu a sua soberania aceite internacionalmente. A nação separatista (a única do mundo a ostentar ainda o símbolo comunista da foice e do martelo) mantém ligações estreitas com a Rússia, que é suspeita de ter um arsenal bélico considerável na região.

Transnístria
  • Transnístria (MDAT)
  • Região: Europe (Eastern Europe)
  • Fuso Horário: +03:00
  • Denominação: Transnistris
  • Area: 4 163 km2
  • População: 505 153
  • Lingua: Russian
  • Moeda: Russian Rublo Transnistri
  • Internet: .md
  • Telefone: +373