Albânia

Tirana

A Albânia (1912) localiza-se na Península dos Balcãs, banhada pelo Mar Adriático com 360 km de litoral. A região, dominada na Antiguidade pelos gregos e romanos, foi conquistada no século XV pelos turcos. Após a II Guerra Mundial o país emergiu como um estado comunista. No início dos anos 90 os albaneses adotaram uma democracia multipartidária. Atualmente faz uma transição difícil para uma economia mais liberal.

Detentor de importantes reservas de gás natural e petróleo, nos últimos anos a economia do país tem tido um forte crescimento, embora ainda se mantenha como um dos mais pobres do velho continente. É uma das poucas nações na Europa onde a religião muçulmana é dominante e isso é patente nas centenas de mesquitas espalhadas pelo território. Tirana, a sua capital, foi fundada em 1614 por um general do império Otomano que nessa época construiu uma mesquita, banhos públicos e uma padaria. Tudo o que era necessário para uma cidade: rezar, estar limpo e comer. Ainda hoje, a capital albanesa, é um dos locais mais visitados por quem quer conhecer a História do país. A Praça Skanderberg, o Museu Nacional de História, o Palácio da Cultura, a Torre do Relógio ou a Mesquita Ethem Bey são as principais atrações turísticas da cidade. 

A Norte, destaque para a de Shkodër, a segunda cidade da Albânia em tamanho e um importante centro comercial e cultural. Ainda a Norte, de referir também, Durrës, onde se podem visitar várias ruínas romanas e bizantinas, Krujë, com uma bonita cidadela e um museu riquíssimo ou Lezhë, onde está o túmulo de Skanderberg, na Igreja Franciscana de São Nicolás. A Sul o destaque vai para Korçë, próxima da fronteira com a Grécia e Elbasan, onde se pode visitar uma mesquita, muralhas antigas e um bazar, Pogradec, com uma bela paisagem, adornada pelos lagos Ohrid e Prespa, Vlorë, onde se encontra o monumento à independência do país, e Fier, onde se pode conhecer o Mosteiro de Santa Maria. Dois dos locais a não perder são aqueles que integram a lista do Património da UNESCO: Butrint, um local recheado de ruínas, com os restos de um anfiteatro, de banhos, de uma capela, uma basílica e de um castelo veneziano; e os Centros Históricos de Berat, uma verdadeira cidade-museu, com vários monumentos religiosos, e o de Gjirokastër, conhecido como cidade das pedras, um raro exemplo de uma cidade otomana, com uma cidadela ainda bem preservada, um museu militar, várias torres, nomeadamente a do relógio, igrejas, fontes e um antigo bazar. Um outro local classificado como Património da UNESCO, é a Região Natural, Histórica e Cultural de Ohrid, onde o lago e a velha cidade com o mesmo nome, assumem um papel relevante. 

Possuindo uma costa extensa, o país é reduto de praias e baías com águas azuis acolhedoras, locais históricos e habitantes que ainda veem novidade na presença de turistas. Na sua gastronomia podemos encontrar um misto de cozinha italiana, grega e turca. Mesmo nas mais pequenas vilas encontramos ótimos restaurantes. Este país, em evolução, vai superando pouco a pouco a sua pobreza, sendo um dos mais sugestivos destinos turísticos escondido no continente europeu. Um tesouro por descobrir, cuja riqueza histórica vai, certamente, surpreender.

Ver foto

Albânia
  • Albânia (ALB)
  • Capital: Tirana
  • Região: Europe (Southern Europe)
  • Fuso Horário: +01:00
  • Denominação: Albanian
  • Area: 28 748 km2
  • Fronteira com:
    MNE, GRC, MKD
  • População: 2 886 026
  • Lingua: Albanian
  • Moeda: Albanian lek
  • Internet: .al
  • Telefone: +355

Galerias