Camboja

Phnom Penh

O Camboja é uma país do Sudeste Asiático cuja paisagem abrange planícies baixas, do rio Mekong, montanhas e o litoral do golfo da Tailândia. Independente desde 1953, o Camboja junta diferentes etnias e tem especial beleza para os apreciadores da arquitetura, dos rituais religiosos e do exotismo. 

Na região noroeste do país ficam as ruínas de Angkor Wat. É o maior monumento religioso do mundo e que é, inclusive, motivo central da bandeira do Camboja. O Angkor Wat é um dos mais de mil templos que se podem visitar no complexo de Angkor, a antiga sede do Império Khmer. A norte do grande lago Tonle Sap, as ruínas dos templos são um complexo absolutamente fascinante. A beleza surpreendente do local, Património da Unesco desde 1992, pode ser apreciada do alto de uma colina, para onde se pode subir de elefante, nomeadamente ao fim da tarde, cujo pôr-do-sol em Bakheng Hill é, por si só, mais uma atração turística do país. Outro local que também consta de lista da Unesco é o templo de Preah Vihear, um templo hindu do século XI, nos montes Dângrêk. Para conhecer outros monumentos religiosos importantes pode-se ir até Phnom Chisor, onde se encontra o Tonté Bati, um templo consagrado a Buda. Vários templos podem também ser encontrados na capital do país, Phnom Penh, situada entre o grande lago Tonle Sap e o Rio Mekong. Wat Phnom, Wat Koh ou Wat Ounalom são apenas alguns exemplos da maior cidade do país, onde também se pode visitar o museu nacional, os mercados onde se vendem as típicas roupas de lã, o monumento vitória, ou a maior ponte do país, a Chrouy Changvar. Uma visita indispensável é também ao palácio real, onde se pode ver a sala do trono, bem como a pagoda de prata, com vários budas construídos em ouro e pedras preciosas. Com uma história menos positiva a contar está o museu Tuol Sleng, o museu que mostra provas de crimes de genocídio e tortura vividos nos anos 70. Este museu foi outrora uma escola secundária que em 1975 foi trasformada numa prisão e centro de interrogatório. Estima-se que aqui foram interrogadas 20.000 pessoas e apenas 12 sobreviveram. Outro local com um passado negro é o antigo campo de concentração ou campo da morte de Choeung Ek, onde mais de um milhão de pessoas foram mortas pelo Khmer Vermelho. Além do passado histórico do país e dos muitos templos, que revelam as crenças religiosas das muitas etnias que habitam o país (khmer, mong, cham, tais), a beleza natural do Camboja também merece destaque. Mais a sul do território, paragem obrigatória em Kampot, com uma bela paisagem recheada de cascatas. Kep, uma pequena cidade com praias de grande beleza. Também o parque nacional Kirirom, merece uma visita graça aos bosques verdejantes. Kampong Som acolhe o único porto do Camboja e tem para oferecer belas praias, com recifes. Indispensável, é passar pela vila palafita em Siem Reap, onde se apanham barcos rápidos naquele que é um dos lagos mais peculiares da Ásia, o Tonle Sap. Na época das monções o lago cresce ficando dez vezes maior e essa alteração é celebrada com o Festival da Água

Apesar de se ver envolto em graves problemas com o vizinho Vietname na década de 70 e, desde então, enfrentar problemas internos, este país asiático tem feito um esforço por se harmonizar para poder receber os milhões de visitantes que sabem que encontram no Camboja o local ideal para apreciar a variedade da arquitetura religiosa, a multiplicidade de crenças, de rituais e de modos de vida e os encantos que também a própria Natureza proporciona.

Camboja

  • Camboja (KHM)
  • Capital: Phnom Penh
  • Região: Asia (South-Eastern Asia)
  • Fuso Horário: +07:00
  • Denominação: Cambodian
  • Area: 181,035 km2
  • Fronteira com:
    LAO, THA, VNM
  • População: 15,626,444
  • Lingua: Khmer
  • Moeda: Cambodian riel
  • Internet: .kh
  • Telefone: +855