China

Beijing

China é o mais populoso país do mundo e o maior da Ásia Oriental, contando no seu vasto território com um sétimo da população mundial. Com 22 províncias, a República Popular da China conta ainda com mais cinco regiões autónomas - Xinjiang, Mongólia Interior, Tibete, Ningxia e Guangxi e mais duas regiões administrativas especiais, Hong Kong e Macau.

A imensidão de território e de gente não podia deixar de resultar numa mistura étnica significativa (são 56 os grupos étnicos), uma variedade de paisagem incrível, que vai das planícies aos imponentes cumes dos Himalaias ou ao Deserto de Gobi, o 5.º maior do mundo. Um extenso deserto situado na região Norte da República Popular da China e na região Sul da Mongólia, considerado um dos maiores sítios paleontológicos do mundo. As suas areias foram pela primeira vez percorridas e descritas por um ocidental no ano de 1275, na famosa viagem de Marco Polo a Pequim. Este caminho, conhecido pela Rota da Seda, correspondia a um conjunto de rotas comerciais que se interligavam, através da Ásia, usadas entre o Oriente e o Ocidente, originando a maior rede comercial e cultural do mundo antigo. Era o caminho das caravanas de camelos que atravessavam os desertos, as montanhas e cruzavam os rios para alcançar a Europa. Alguns historiadores consideram que foi a primeira globalização. Integrando duas bio regiões de extrema importância (a paleártica e a indo-malaia), não é de estranhar que a fauna e flora do país sejam riquíssimas, com várias espécies endémicas. Os parques e reservas naturais são muitos e muito variados, dadas as características geográficas do vasto país. E se a Natureza chinesa cativa, não menos fascinantes para os visitantes são as principais cidades, que apresentam uma mistura única entre passado e presente, entre o Oriente e o Ocidente e entre a História e a evolução face ao futuro. Pequim é a capital da China e a segunda cidade mais populosa. Situada na planície Setentrional chinesa, a capital, a cidade proibida, é talvez um dos locais mais apetecíveis aos turistas. O antigo Palácio Imperial é hoje um museu, onde o palácio, os templos e os pátios suscitam grande curiosidade dos visitantes. Os palácios imperiais das dinastias Ming e Qing são, aliás, Património da UNESCO. O mesmo acontece com a famosa Muralha da China, considerada uma das 7 Maravilhas do Mundo e que também passa pela capital do país. O Templo do Céu, a Praça da Paz Celestial, a conhecida Praça Tiananmen, o Palácio de Verão e os seus jardins são outros pontos de paragem obrigatórios nesta cidade, que é ainda um importante nó ferroviário, de onde se pode apanhar o famoso Transmanchuriano, uma linha férrea de 2536 km que atravessa toda a Manchúria e que, unida ao Transiberiano, permite ir de Pequim a Moscovo. Também o Transmongol une paralelamente Pequim a Moscovo pela via Deserto de Gobi e de Ulan Bator na Mongólia.

Com mais de 20 milhões de habitantes, Xangai é a maior cidade, e a capital financeira e económica da China. Localizada na foz do Rio Yangtzé, a cidade aglomera inúmeros arranha-céus gigantescos e um centro financeiro muito conhecido, o de Pudong, onde se encontra também a Torre Pérola Oriental. Ainda a destacar, a movimentada avenida junto à baía, o Templo da Cidade de Deus, a Casa de Chá Yu Garden e os vários templos que a cidade acolhe. Suzhou é famosa pelos seus canais e jardins. Tal como Xitang, Zhouzhuang (mais comercial), e Tongli, a cidade revela os seus encantos nas pequenas casas alinhadas ao longo dos canais, pontes de pedra a unir as margens e gondoleiros e as sampans, como são conhecidas as embarcações locais. Esta cidade fica a 30 minutos de Xangai, por comboio de alta velocidade. A cidade de Zhangjiajie em si não tem nada demais. O que atrai turistas para lá é a fascinante região de Wulingyuan, uma área verde com mais de três mil torres e pilares de pedra, que se destacam entre árvores e cascatas. A região é considerada pela UNESCO, um dos muitos Patrimônios da Humanidade listados na China. Shenzhen,  moderna famosa pelo comércio, os parques temáticos, as galerias de arte e o Museu Shenzhen. Depois de Pequim, Xiam é a cidade com mais traços da China antiga. A 1000 km a Sudoeste de Pequim, foi a primeira capital, unificada durante a dinastia Chin. Os destaques de Xiam vão para o Exército de Terracota, um conjunto de centenas de estátuas milenares e espetaculares - Património UNESCO, os dois pagodes budistas, conhecidos como Pagodes do Grande e Pequeno Ganso Selvagem, a Grande Mesquita, as Muralhas da Cidade, e o sítio arqueológico de Banpo e o seu museu. Cantão, a grande cidade chinesa com arquitetura moderna e residências coloniais na Ilha Shamian. A destacar, a paisagem montanhosa de Guilin, sem dúvida, uma das mais belas e originais do mundo, com a cidade aninhada entre os pináculos revestidos de vegetação nas margens do Rio Li. Aqui, vale ainda a pena desfrutar de uma experiência verdadeiramente única. Os mais velhos pescadores mantêm viva uma tradição de pesca com mais 1000 anos e que se socorre dos corvos-marinhos.

Hangzhou, cidade chinesa famosa pelo grande Lago do Oeste, o Grande Canal, os seus jardins, lagos, templos e casas de chá formam uma das mais belas paisagens da China. O Templo Lingyin e o Pagode das Seis Harmonias são algumas das atrações históricas e culturais em torno do lago. Aqui estão localizados os Museus Nacionais do Chá e da Seda. Perto do lago, é possível visitar algumas plantações de chá. Chengdu é a cidade onde se localiza a maior reserva de ursos panda gigantes do mundo. No seu Centro de Investigação de Ursos Panda, através de programas de voluntariado, há a possibilidade de cuidar dos pandas e de contactar diretamente com os animais. Ainda a não perder, o Museu do sítio arqueológico de Sanxingdui, onde existem artefactos com mais 5000 anos, e o Palácio de Qingyang, remontando à dinastia Tang Huangshan, ou Montanha Amarela, é a cordilheira mais famosa da China, classificada Património da Humanidade pela UNESCO. São quatro as clássicas atrações da região: os pinheiros de Huangshan, as peculiares formas das rochas, as nuvens sobre os picos, e as nascentes de água quente. Nas proximidades das montanhas, vale a pena visitar as aldeias históricas e bem preservadas de Xidi e Hongcun, assim como Tachua durante o outono, onde se pode apreciar a queda das folhas das árvores gigantes e centenárias. Harbin, situada na província mais ao norte da China, combina arquitetura em estilo russo com templos, museus, parques paisagísticos e uma avenida arborizada ao longo do Rio Songhua. Famosa pelo festival anual de Esculturas de Gelo e Neve, uma exposição coberta de magníficas esculturas de gelo de edifícios, animais e figuras de fantasia, todas iluminadas e mantidas congeladas. Nesta cidade, ainda, vale a pena observar os estilos barroco e renascentista russo e europeu, em especial Catedral Ortodoxa de Santa Sofia, que hoje alberga o Museu Nacional. Depois de admirar a catedral e os monumentos históricos no interior, caminhar pela Zhongyang Central Street, a principal avenida pedonal da cidade. Das regiões autónomas da China, de destacar a Mongólia Interior, situada a Norte e cuja capital é Hohhot. Abrange estepes verdes, deserto árido e extensas partes da Grande Muralha da China. Hulunbuir, uma vasta área de pastoreio de gado com centenas de rios e famosos lagos pesqueiros, distinguem-se pela mistura das culturas russa e mongol tradicional de pastoreio. No remoto Oeste fica o Deserto de Badain Jaran, com imensos lagos e dunas. Algumas dunas atingem os 500 m de altura, sendo consideradas as maiores dunas estacionárias da Terra.

O vasto e rico território da China, não esconde a sua riqueza histórica. A título de exemplo, com mais de 50 locais classificados pela UNESCO e quase outros tantos os que permanecem sobre apreciação para se tornarem também Património Mundial. Uma viagem pela China exige tempo e abertura para se encontrar gente com quotidianos bem diferentes entre si e modos de vida que surpreendem. São muitas as tradições, as religiões, as manifestações culturais ou até mesmo as artes marciais, tão características do país, um dos únicos no mundo.  

Ver Ásia

Bandeira China
  • China (CHN)
  • Capital: Pequim
  • Região: Asia (Eastern Asia)
  • Fuso Horário: +08:00
  • Denominação: Chinese
  • Area: 9 640 011 km2
  • Fronteira com:
    AFG, BTN, MMR, HKG, IND, KAZ, PRK, KGZ, LAO, MAC, MNG, NPL, PAK, RUS, TJK, VNM
  • População: 1 377 422 166
  • Lingua: Chinese
  • Moeda: Chinese yuan
  • Internet: .cn
  • Telefone: +86

Vídeos